CETAQUA e Biogrup participam na 17ª Conferência Mundial de Digestão Anaeróbica

cetaqua e biogrup na conferência de digestão anaeróbia

A 17ª Conferência Mundial sobre Digestão Anaeróbica (AD17) realiza-se na Universidade de Michigan (EUA) de 17-22 de Junho de 2022. Esta conferência internacional, organizada pelo Grupo de Especialistas em Digestão Anaeróbica da Associação Internacional da Água (IWA) com o apoio da UMICH e da USC, é um evento para discutir os recentes avanços na digestão anaeróbica e processos relacionados. O tema desta edição é: “Biogás e mais além: Expandindo as aplicações das biotecnologias anaeróbias numa economia circular“. Este tema destaca o campo em evolução das biotecnologias anaeróbias, que desempenham um papel cada vez mais importante numa (bio)economia circular.

 

O programa inclui workshops pré-conferência, oradores em plenário e oradores principais, um painel de discussão “da investigação ao empreendedorismo”, mais de 100 apresentações orais e cerca de 100 apresentações de posters. Tudo em torno de uma vasta gama de tópicos em torno do papel da digestão anaeróbica na biotecnologia. Parte da investigação do ECOVAL tem a ver com a optimização deste processo para a produção de ácidos gordos voláteis na ETAR Ourense, pelo que Antón Taboada-Santos, investigador e Gestor de Projecto na CETAQUA, dará uma palestra sobre a influência da hidrólise térmica pré-tratamento na produção de VFAs a partir de lamas de depuração. Também estará presente no evento o Biogroup USC, parceiro da ECOVAL, com a apresentação de um poster sobre o impacto da salinidade na produção de AGV, como resultado do projecto CONSERVAL Poctep.

 

A palestra de Antón Taboada, coordenador do projecto, intitula-se Thermal Hydrolysis Pre-treatment Has No Positive Influence On VFA Production From Sewage Sludge e terá lugar na segunda-feira 20 às 11:00hrs, dentro do bloco From Research to Practice: What is the best way to recover energy from sludge? que funciona no mesmo dia das 10:30 às 12:15 no Auditório UMMA. Será uma apresentação oral de 10 minutos com 5 minutos para perguntas e respostas. Os resultados apresentados provêm da investigação da equipa formada por Antón juntamente com Ánder Castro, Sabela Balboa, Vanesa Paramá, Borja Álvarez, Celia Castro e Juan M. Lema.

 

O cartaz do Biogrupo USC (no âmbito do grupo de investigação CRETUS) será apresentado na terça-feira 21 de Junho com o identificador P58 : Volatile Fatty Acid Production From Fish-canning Industry Effluents : The Impact Of Salinity. É o resultado da investigação de Juan Iglesias-Riobó, Riccardo Bevilacqua, Miguel Mauricio-Iglesias e Marta Carballa. Será exibido no Salão de Baile da Liga Michingan das 12:15 às 14:00 e das 17:15 às 19:00, juntamente com o resto dos cartazes do dia.

 

AD17 é uma boa oportunidade para sensibilizar a comunidade internacional para alguns dos resultados do ECOVAL e assim melhorar a sua comunicação e divulgação, em conformidade com o Grupo de Trabalho 6 do projecto. O evento, para o qual as inscrições já estão encerradas, conta com uma forte afluência de académicos, empresas de serviços públicos e engenheiros consultores.

CETAQUA mostra os avanços da ECOVAL na gestão sustentável de resíduos na CORFU

cetaqua muestra en corfu avances ecoval

A Conferência Internacional sobre Gestão Sustentável de Resíduos Sólidos (também chamada CORFU 2022) tem lugar na ilha grega de Corfu de 15-18 de Junho. Este ano, no seu nono ano, procura abordar a importante questão da gestão sustentável dos resíduos sólidos através da promoção de práticas seguras e tecnologias eficazes. Visa estimular o interesse dos cientistas e dos cidadãos e informá-los sobre os últimos desenvolvimentos no domínio da gestão dos resíduos sólidos urbanos. As exposições estão localizadas no Teatro Municipal no centro da cidade, mas também podem ser vistas online, sujeitas a inscrição e reserva prévias.

 

Os temas discutidos estão intimamente relacionados com o projecto ECOVAL e as suas inovações. Portanto, na quinta-feira 16 às 18:00hrs, Ánder Castro, investigador da CETAQUA, apresentará os resultados obtidos através da experimentação na ETAR piloto de Ourense. O artigo intitula-se “O pré-tratamento com hidrólise térmica não tem influência positiva na produção de VFA a partir de lamas de depuraçãoe é o resultado da investigação realizada pelo próprio Ánder em conjunto com S. Balboa, V. Paramá, B. Álvarez, C. Castro-Barros, J.M. Lema e A. Taboada-Santos. Faz parte da sessão XV do evento, na sala 3, dedicada à valorização dos resíduos.

 

Mais especificamente, a conversa trata do efeito dos pré-tratamentos de lamas de depuração (em particular a chamada hidrólise térmica) sobre a produção de ácidos gordos voláteis. Este conhecimento é muito útil para reforçar o objectivo global da conferência: dar um passo em frente na gestão de resíduos sólidos, para a qual ajuda muito aprender a obter produtos de valor acrescentado aplicando-lhes processos de biorefinaria.

 

A conferência é uma grande oportunidade para reunir cientistas e profissionais de departamentos governamentais, indústria, municípios, universidades, empresas privadas e centros de investigação, proporcionando um fórum para o intercâmbio das mais recentes ideias e técnicas no mundo da gestão de resíduos.

ECOVAL atribuiu um prémio na Europa pela sua campanha “Outro contentor, que marron!”

Ecoval premiado en europa ewwr

O projecto foi distinguido com o Prémio Especial Europeu durante a Cerimónia da Semana Europeia da Redução de Resíduos, à qual foram submetidas mais de 12.400 acções

A campanha de comunicação e sensibilização social “Já conhece o novo contentor castanho?“, lançada pela Fundación Empresa Universidad (FEUGA) no âmbito do projecto Ecoval Sudoe, foi reconhecida com o Prémio Especial Europeu na cerimónia da Semana Europeia para a Redução de Resíduos (EWWR), realizada em Bruxelas.

O prémio foi atribuído em reconhecimento do impacto da campanha, da sua criatividade e natureza participativa, bem como da sua boa utilização dos meios de comunicação social. Mais de 12.400 acções participaram na edição “Comunidades Circulares” dos prémios promovidos anualmente pela ACR+, uma rede internacional de cidades e regiões que partilham o objectivo de promover a gestão sustentável dos recursos e acelerar a transição para uma economia circular nos seus territórios e não só. A campanha “Já conhece o novo contentor castanho?” conseguiu destacar-se e colocar-se entre as 60 acções pré-seleccionadas pelo júri, permanecer entre os 16 finalistas e finalmente conseguir a distinção.

 

A campanha centrou-se na sensibilização do público para a importância de separar correctamente os resíduos, com destaque para os resíduos orgânicos, o contentor castanho e a utilização incorrecta da sanita como contentor de lixo

O prémio foi entregue por Chield Berends, representante da unidade de resíduos da Direcção-Geral do Ambiente da Comissão Europeia. Para além do seu enfoque nos resíduos orgânicos e no novo contentor castanho, a campanha centrou-se também nos resíduos que não devem ser despejados na sanita. A separação adequada dos resíduos e a correcta utilização dos sanitários são de importância vital para projectos como o Ecoval Sudoe, que se concentra na valorização dos resíduos orgânicos municipais e das lamas de depuração em produtos de alto valor acrescentado, tais como ácidos gordos voláteis. Para que a inovação proposta pelo projecto seja realmente posta em prática, tem de se conseguir primeiro uma separação adequada dos resíduos, e é aqui que reside a importância de tais iniciativas.

A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (EWWR) é a maior campanha de sensibilização para a prevenção de resíduos na Europa. Impulsionada pelas autoridades públicas locais e regionais, reúne todos os tipos de actores – cidadãos, escolas, empresas, ONG, associações – que organizam actividades de sensibilização para a redução de resíduos.

 

Do desperdício aos recursos no Festival NEB 2022

O projecto ECOVAL Sudoe está a organizar um evento paralelo oficial para o Novo Festival Europeu de Bauhaus 2022. Terá lugar a 10 de Junho às 10:00hrs (GMT+1) e intitula-se “Dos resíduos aos recursos: Novas formas de valorização dos resíduos orgânicos“. Fornecerá uma visão da abordagem do ECOVAL Sudoe à gestão de resíduos orgânicos e lamas urbanas, bem como de outros projectos relacionados com a construção de pontes. Será realizada online, sujeita a registo.

 

O Novo Bauhaus Europeu (NEB) expressa a ambição da UE de criar lugares, produtos e estilos de vida bonitos, sustentáveis e inclusivos. Promove um novo modo de vida onde a sustentabilidade anda de mãos dadas com o estilo, acelerando assim a transição ecológica em vários sectores da nossa economia. De 9 a 12 de Junho, o festival será realizado em Bruxelas, mas também online, sob o lema: Juntos por um futuro belo e sustentável. Combina beleza com sustentabilidade e inclusão, segundo as linhas da Bauhaus. O festival tem três fases distintas: a feira, exposições de inovação ao vivo, o fórum, debates sobre os temas-chave do NEB, e o festival, que inclui todo o tipo de actividades e eventos tais como o organizado pela ECOVAL.

 

“Dos resíduos aos recursos: novas formas de valorização dos resíduos orgânicos” começará com uma visita virtual à instalação piloto Ecoval Sudoe, onde poderemos ver o processo de conversão de resíduos orgânicos e lamas urbanas em ácidos gordos voláteis (VFAs). A próxima meia hora será seguida pela secção “Projectos de valor de desenho“, na qual o projecto ECOVAL será comparado com outros projectos interessantes que visam abordar o mesmo problema, mas através de soluções diferentes. Estes são ValueWaste, que procura converter resíduos em bioprodutos úteis para as indústrias alimentares e de fertilizantes, e o Projecto HOOP, um HUB de plataformas circulares para promover o investimento na recuperação de resíduos biológicos urbanos e águas residuais. ENTRAR NA CIRCULAR EC

Tudo isto será feito ao mesmo tempo que um cartoonista tenta expressar graficamente, ao vivo, os pontos-chave de cada projecto e permite ao público visualizar os avanços que cada proposta representa para as nossas cidades. Uma palestra sobre o papel dos resíduos orgânicos e das lamas na economia circular ocupará a próxima meia hora. Finalmente, haverá uma vaga aberta à participação do público até às 12:30hrs, quer através da resolução de possíveis dúvidas que possam ter, quer através de questionários e jogos desenvolvidos pelos projectos. Ver o programa completo aqui.

 

Um planeta mais saudável, sem aterros sanitários sobrecarregados.

O evento abrangerá, portanto, o impacto dos resíduos orgânicos e as suas possíveis soluções, tanto do ponto de vista técnico, através da aprendizagem das tecnologias propostas pelos projectos participantes, como do ponto de vista social e jurídico, considerando as possíveis barreiras a ultrapassar. Em termos estéticos, a separação correcta dos resíduos promovida pelo evento permite um planeta mais saudável, sem aterros sobrecarregados. Transformar resíduos em produtos valiosos permite-nos beneficiar do valor desses produtos e também alcançar um planeta menos poluído e mais habitável. O Festival oferece a oportunidade de partilhar estas ideias com um vasto leque de pessoas, comunidades e organizações, aumentando a sua visibilidade e impacto.

Ecoval Sudoe, um enfoque sustentável para a gestão de lamas e biorresíduos urbanos

A 8 de Junho, o evento “Ecoval Sudoe, um enfoque sustentável para a gestão de lamas e biorresíduos urbanos “, organizado pela Porto Ambiente, reunirá os principais actores envolvidos no ECOVAL para definir uma imagem clara e detalhada do projecto. O local será a sede do Porto Ambiente, no Porto.

A empresa organizadora portuguesa é responsável pela gestão dos resíduos urbanos e serviços de limpeza da Câmara Municipal do Porto. Nos últimos anos, tem feito um esforço para melhorar a recolha de resíduos orgânicos através da inovação, participando em projectos internacionais de I&D&I. No ECOVAL, dedicam-se à identificação de barreiras legais à recuperação de lamas e bio-resíduos urbanos e à proposta de alterações legislativas para a implementação do modelo ECOVAL e a sua chegada ao mercado.

 

O programa do evento, que decorre das 09:30h às 17:00h, terá início com uma recepção do vice-prefeito de Porto Filipe Araújo e uma introdução ao projecto pelo coordenador Antón Taboada, de Cetaqua. Isto será seguido durante toda a manhã por uma série de apresentações de cada um dos parceiros com uma pausa para o café. Após o almoço, o consórcio convidado visitará a Estação de Compostagem da LIPOR e a Estação de Tratamento de Águas Residuais de Águas do Porto, conhecendo em primeira mão o seu funcionamento. Pode consultar o programa completo aqui.

A participação é limitada aos membros do consórcio e aos convidados pelo Porto Ambiente. Será a primeira vez que todo o consórcio do projecto ECOVAL se reunirá pessoalmente, e aproveitarão a oportunidade para realizar uma reunião organizacional no dia seguinte ao evento.

Os empresários de Palência discutem o modelo de gestão de resíduos promovido pela ECOVAL

Como parte da campanha de sensibilização ECOVAL na cidade de Palência, promovida pela Fundación Patrimonio Natural de Castilla y León, que desde Março inclui cartazes sobre autocarros e abrigos de autocarros e formação em escolas, o Dia Empresarial de Palência terá lugar a 16 de Maio. O evento reuniu entre as 16:30 e 18:30 empresas como Aquona ou Una mosca en mi sopa s.l. e instituições como a Câmara Municipal de Palência. Foi apoiada pela Câmara Municipal de Palência, Aquona, a Câmara de Comércio e a Associação de Empresários de Hotelaria e Catering de Palência. O local foi a Incubadora de Empresas da Câmara de Comércio de Palencia na Avenida Santander nº 44.

O programa da conferência inclui diferentes conferências e pode consultá-la aqui na íntegra. Após o acolhimento de Laura Díez (Fundación Patrimonio Natural de Castilla y León) e Ricardo Terrades (Una mosca en mi sopa s.l.), começa a apresentação de Aquona e da economia circular em Gestão da Água, acompanhada de dicas para uma boa gestão da água aplicada à indústria hoteleira, por Laura de Vega Franco, Directora de Desenvolvimento Sustentável de Aquona. Seguiu-se um intervalo para café e uma sessão de Gabriel Rubí, chefe do Serviço de Ambiente, que veio como representante da Câmara Municipal, para falar sobre a gestão da matéria orgânica, o quinto contentor (já conhece o novo contentor castanho?) e os planos e previsões de gestão de resíduos para os empresários. Finalmente, Ricardo Terrades, Director Criativo de Una mosca en mi sopa s.l. e especialista em comunicação gastronómica e sustentabilidade, encerrará o dia falando sobre os resultados benéficos dos restaurantes de zero resíduos.

O programa da conferência incluiu diferentes conferências e pode consultar aqui o programa completo. Depois do acolhimento de Laura Díez (Fundación Patrimonio Natural de Castilla y León) e Ricardo Terrades (Una mosca en mi sopa s.l.), iniciou-se a apresentação de Aquona e da economia circular em Gestão da Água, acompanhada de dicas para uma boa gestão da água aplicada à indústria hoteleira, por Laura de Vega Franco, Directora de Desenvolvimento Sustentável de Aquona. Seguiu-se um intervalo para café e uma sessão de Gabriel Rubí, chefe do Serviço de Ambiente, que veio como representante da Câmara Municipal, para falar sobre a gestão da matéria orgânica, o quinto contentor (já conhece o novo contentor castanho?) e planos e previsões de gestão de resíduos para os empresários. Finalmente, o dia terminou com uma palestra de Ricardo Terrades, Director Criativo de Una mosca en mi sopa s.l. e especialista em comunicação gastronómica e sustentabilidade, que falou sobre os resultados benéficos dos restaurantes de zero resíduos.

 

Se tiver alguma dúvida, por favor contacte-nos para: +34 687 73 13 65.

7 de Abril: “Das estações de tratamento de águas residuais às biofábricas: o potencial da água na economia circular”

Após o adiamento em Janeiro, o evento “Das estações de tratamento de águas residuais às biofábricas: o potencial da água na economia circular” organizado por Cetaqua e FEUGA no âmbito dos projectos de inovação Ecoval Sudoe e WALNUT está de volta. Terá lugar a 7 de Abril, tanto no local como em linha.

Este encuentro tiene como objetivo explorar el concepto de biofactoría y presentar los avances técnicos de ambos proyectos. Además, se debatirán las barreras sociales, legales y de mercado para la valorización de productos de alto valor añadido para la agricultura y la industria, como los lodos o los biofertilizantes obtenidos de los flujos residuales de las plantas de tratamiento de aguas urbanas.

Este encontro visa explorar o conceito de biofábricas e apresentar os avanços técnicos de ambos os projetos. Além disso, serão discutidas as barreiras sociais, legais e de mercado para a valorização de produtos de alto valor acrescentado para a agricultura e indústria, tais como lamas ou biofertilizantes obtidos a partir de fluxos de resíduos de estações de tratamento de águas urbanas.

Aqui pode consultar o programa do evento, que decorre das 10h às 14h, com apresentações e mesas redondas para refletir sobre o valor essencial da água na transição para uma economia circular. Os principais destaques do dia são:

  • Parte I: passado, presente e futuro das biofábricas.
  • Parte II: barreiras legislativas/transferências para a implementação de biofábricas
  • Parte III: utilizadores finais de subprodutos de biofábrica.

O evento, em espagnol, será transmitido por Zoom com tradução inglesa.  A capacidade do evento virtual, é limitada. O registo será encerrado quando o número máximo de inscrições for atingido. Não perca, registe-se aqui!

A ECOVAL Sudoe com o Dia Mundial da Água

No dia 22 de Março celebra-se o dia Mundial da água. Neste ano de 2022 o foco de atenção centra-se nas águas subterrâneas: as que, além de alimentarem rios e nascentes, também alimentam poços e bombas. A vida não seria possível sem elas. A maioria das zonas áridas do planeta depende totalmente deste recurso, que fornece uma grande percentagem da água que utilizamos para fins de consumo, saneamento, produção de alimentos e processamentos industriais.

A quase totalidade da água doce em forma líquida do mundo é água subterrânea. Numa boa parte do globo estas reservas estão a ser sobrexploradas e corremos o risco de debilitar este recurso. Além disso, à medida que a mudança climática piora, as águas subterrâneas são cada vez mais críticas, o que torna a sua gestão de forma sustentável mais necessária do que nunca, assim como o reaproveitamento e que se dê uma segunda vida às restantes fontes de água de que dispomos. A ONU acaba de publicar, por ocasião deste Dia, o seu relatório anual sobre o estado da água. Pode consultá-lo aqui.

A ECOVAL junta-se a esta celebração, que pretende consciencializar para a crise mundial da água e a necessidade da procura de medidas para a abordar de forma a alcançarmos o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável Nº 6: Água e saneamento para todos antes de 2030. Para nos aproximarmos desse horizonte, não nos podemos esquecer das águas residuais e da sua gestão.

 

1 milhão e 300 mil toneladas de lodos não reaproveitados

Os processos de tratamento de Águas residuais urbanas geram grandes quantidades de lodos. Só na Galiza, são geradas mais de 150 mil toneladas destes lodos por ano, que encheriam cada ano o interior da catedral de Santiago de Compostela. Se falássemos do valor no espaço Sudoe, ascenderia a 1 milhão e 300 mil toneladas.

Estes lodos foram tradicionalmente encarados como um resíduo, mas no projeto Ecoval Sudoe demonstramos a viabilidade técnica da sua transformação em produtos de alto valor acrescentado como Ácidos Gordos Voláteis que se transformam em adesivos, lubrificantes ou tintas na indústria química e petroquímica ou fertilizantes. Uma transformação profunda na gestão do ciclo da água com base na economia circular e na sustentabilidade. A Biofábrica de Ourense permite assim que se vá para além do tradicional conceito de purificação da água para transformar os lodos em novos recursos de valor e garantir uma segunda vida para os mesmos. Pode aprender mais sobre a função da ECOVAL na valorização de águas residuais que permite a ampliação do ciclo deste recurso-chave para a vida no vídeo seguinte:

Para seguir a conversação online sobre o Dia Mundial da Água 2022, pode usar as etiquetas #DiaMundialda Água e #WorldWaterDay ou consultar a conta da ONU dedicada a isso.